Gráficos, interação, nível de dificuldade... Tudo isso conta na hora de escolher um game, mas existe um outro aspecto pouco observado pela maioria dos usuários que merece total atenção: faixa etária. Na hora de escolher um jogo, analise os tipos de comandos e o conteúdo da trama para não enfrentar nenhuma saia justa presenteando crianças com games muito complexos ou incentivando adolescentes a ações ilícitas. Fique de olho na indicação de faixa etária fornecida pelo fabricante.

Crianças

Ao escolher o game para crianças, além da classificação indicativa, é preciso estar atento ao tipo de comando utilizado. Alguns jogos exigem muitos comandos simultâneos para um bom desempenho, o que, a princípio, pode dificultar a participação dos menores.

O melhor é começar com games de comandos simples. No PC, dê preferência aos de estilo point and click, no qual a interação ocorre basicamente com o uso do mouse. Com tempo, experimente games acionados pelas letras do teclado, controles de seta e joystick.

Jogos online para mudar a roupa das bonecas, atender clientes em restaurantes ou cuidar da própria fazenda são exemplos de por onde começar. Nestes casos, inicialmente, é necessária a ajuda de um adulto caso a criança ainda não tenha domínio da leitura. O mesmo acontece com o The Sims, no qual a variedade de comandos exige a leitura das opções. Esse game – que simula a vida real – oferece opções de emprego e hobbys, além de possibilitar que o avatar namore, case e tenha filhos, o que pode desagradar alguns pais pelo possível apelo sexual.

Adolescentes

Não há como negar, os preferidos da garotada são os que envolvem algum tipo de violência: matadores de aluguel, guerras militares ou em mundos fantásticos... De certa forma, essa é uma boa oportunidade para os responsáveis observarem as reações dos jovens e incentivarem o diálogo sobre a violência no mundo real. 

Pela internet, os chamados MMORPG (Massive Multiplayer Online Role-Playing Game) dominam a preferência dos jovens, que passam a compartilhar com pessoas de todas as partes do mundo os desafios de uma realidade virtual. Há ainda os jogos disponíveis em redes sociais como orkut e facebook, que promovem a integração entre os usuários dessas redes visto que para avançar no game é preciso da colaboração de outros jogadores.

Adultos

Entre os jogos de conteúdo adulto, destacam-se os que seguem o estilo GTA (Grand Theft Auto). Neste tipo de game o jogador encarna um criminoso que tem diversas missões para cumprir e, no decorrer da história, tudo pode acontecer: roubos, agressões, assassinatos. Além disso, o game contém certo apelo sexual. Pela apologia ao crime e extrema violência este tipo de game não é recomendado para menores.

Comparador de produtos

(0)