Hoje, com os avanços tecnológicos da indústria do entretenimento, já é possível transformar a sua sala em um verdadeiro “cinema em casa”, mas com tantos aparelhos e conexões para montar o seu home theater, você pode acabar se confundindo.

Para entender o que é considerado o coração do home theater, preparamos uma explicação muito útil sobre o receiver.

O receiver é o que podemos considerar o coração do sistema de home theater, pois é o aparelho que permite que um televisor ou projetor receba e decodifique os sinais de vídeo e principalmente de áudio, ou seja, é aquele console central de onde partem os cabos para as caixas que dão tanto realismo ao seu home theater.

Ele é o responsável, junto com a disposição das caixas de som, por gerar o efeito surround, isso significa que é através do receiver que o sinal que vem dos aparelhos de DVD, por exemplo, é tratado e compactado dentro de sua potencialidade. E por isso é tão importante ter certeza do processador que se tem nas mãos e o que se pode obter dele.

Sabendo que a maioria dos receivers oferece processadores de sinais digitais para lidar com vários pré-ajustes e efeitos de áudio, é hora de entender melhor como funcionam e poder comprar o que mais satisfaça as suas necessidades, leia a seguir a explicação sobre as principais características desses processadores:

  • Dolby Digital EX e DTS-ES: conseguem ler os filmes que contam com uma trilha exclusiva para o terceiro canal surround, o que consiste em um efeito realmente envolvente já que temos a sensação de estar realmente no centro da ação 
  • Dolby Pro-Logic II e IIx e DTS-Neo 6: simulam canais adicionais extraindo de fontes estéreo até 5.1 canais de áudio (Dolby Pro-Logic II), 7.1 canais (Dolby Pro-Logic IIx) e 6.1 (DTS-Neo 6).
  • Dolby Digital Plus: capaz de incluir até 14 canais de áudio e uma qualidade de compressão e taxa de transferência 10 vezes maiores do que o Dolby Digital original.
  • Dolby Digital True HD: é o mais avançado processador da Dolby, comprimindo áudio sem perdas. Trabalha com menos canais do que o DD Plus, apenas 8. Mas tem outros itens que incrementam a qualidade, sendo o preferido dos audiófilos: bitrate de até 18 Mbits/s em até 8 canais de áudio, com resolução de 24 bits e amostragem de 192kHz. Importante: é necessário que o receiver traga a conexão HDMI 1.3, para a transmissão desses sinais.
  • DTS-HD: trabalha com até 8 canais de áudio, bitrate de até 24 Mbits/s e sem compressão (lossless). Chama-se bit rate o número de bits usados por segundo, para representar o conteúdo a ser exibido. Também  necessita da interface HDMI 1.3 para ser transportado em formato 100% digital. 

Comparador de produtos

(0)