Uma coisa muito importante de saber sobre sua próxima bicicleta é qual o tipo de material utilizado na construção do quadro dela. Hoje em dia, as opções vão muito além do tradicional aço utilizado há décadas. Com isso, mais variedade é oferecida para você, que pode aproveitar muito melhor sua bicicleta com o modelo certo.

A tradição do aço

Bicicletas feitas com esse material normalmente são as mais baratas. Em troca, você recebe um modelo pesado, mas de excelente durabilidade e fácil de consertar. Ele é fácil de se adaptar às necessidades de cada ciclista, mas precisa de uma atenção especial para quem mora perto da praia e/ou transpira muito. Isso porque o material tende a oxidar se descuidado, acarretando um grande prejuízo para você.

Uma vantagem de ser mais pesada é que a bicicleta com quadro de aço absorve melhor os impactos do solo. Se o seu caminho vai ser cheio de buracos e obstáculos, é uma excelente opção para você.

As vantagens do alumínio

Um dos modelos mais populares, as bicicletas de alumínio são leves a um preço relativamente baixo. De maneira geral, quanto mais se paga, melhor a qualidade dos tubos e construção do quadro da bike. Essa leveza faz com que o alumínio seja um material bom para quem busca velocidade e aceleração. Ainda assim, os quadros são rígidos, e oferecem conforto quando usados em terrenos irregulares.

A inovação da fibra de carbono

Nesse caso, o material utilizado não é um metal, mas sim uma malha com uma resina que modela e une o material. Dessa maneira, o quadro da bicicleta pode ser manipulado de qualquer maneira, pois as fibras podem ser orientadas da maneira que melhor lhe convir. Isso gera um quadro onde cada parte tem suas características específicas, melhorando a pedalada.

Apesar de o carbono ter boa resistência a impacto, este tipo não é recomendado para ciclistas agressivos ou pesados. E pela sua maleabilidade totalmente personalizável, é um material que encarece a bicicleta.

Tudo em um mesmo material

O titânio reúne as melhores características de cada opção em uma só. Ele tem o conforto do aço, a leveza do alumínio e a maleabilidade da fibra de carbono. Tudo isso com uma resistência muito grande, garantindo uma bicicleta duradoura para você.

Mas além de ser um material caro, é necessária uma grande expertise para manipulá-lo. Sendo assim, seu custo é o mais alto de todos, e o seu conserto não é dos mais fáceis.

Confira abaixo o resumo das principais diferenças e boas compras!

Aço

Alumínio

Fibra de carbono

Titânio

- O mais barato
- Pesado
- Fácil de consertar
- Oxida

- Preço baixo
- Muito leve
- Conserto difícil
- Pouca oxidação

- Preço alto
- Leve
- Várias possibilidades de construção
- Não conserta

- Preço muito alto
- Muito leve
- Conserto difícil
- Não oxida

Comparador de produtos

(0)