O mercado oferece hoje uma grande oferta de modelos, dimensões e tecnologias quando o assunto são monitores de notebook. Mas, será que todos têm o mesmo impacto na visão de quem os utiliza? Qual tecnologia consome menos energia? Qual dá a base para produtos mais duráveis? Dicas a seguir.

Notebooks com telas LED

Essa tela é feita com diodos emissores de luz (LEDs).  Um conjunto de LEDs com as cores primárias (amarelo, azul e vermelho) torna o trabalho de filtragem de luz do cristal líquido muito melhor realizado. Este tipo de monitor oferece uma enorme gama variada de cores mais puras. Nela, a luz emitida continua igual durante todo o tempo de uso, e não ocorrendo perda de brilho ou alteração de cor.

A tecnologia LED, que permite melhor qualidade de imagem, design mais moderno e maior rendimento de bateria, é utilizada na fabricação de notebooks mais esguios e elegantes. Com uma tela LED o computador fica mais leve do que com a tecnologia convencional que vinha sendo utilizada, a CCFL, com lâmpadas catódicas fluorescentes frias.

Outro benefício dos notebooks com monitores LED é seu menor consumo de energia, até 40% de economia e a ausência de mercúrio em sua composição, gerando menos impactos ao meio ambiente.

Notebooks com telas LCD

Nesta tecnologia, cada pixel é formado por três células preenchidas por cristal líquido, onde cada uma corresponde a uma cor primária de luz, que transmite uma imagem mais ou menos translúcida de acordo com a corrente elétrica aplicada. Atrás dessa tela é instalada uma lâmpada de luz branca, que ilumina as células tornando a imagem visível.

Em relação ao ângulo de visão, os monitores LCD vêm melhorando bastante.  Hoje os fabricantes prometem ângulos de visão de 170, ou até mesmo 180 graus, o máximo possível para qualquer tipo de tela plana. Porém, nesse tipo de tela ocorre um prejuízo do ângulo de visão vertical e uma perda significativa de nitidez.

Notebooks com tela LED x Notebooks com tela LCD

Além do baixo consumo de energia elétrica, uma vantagem do uso de notebooks com monitores LED é que a iluminação da tela é mais uniforme do que nos monitores de LCD. Isso se dá em função da distribuição uniforme das lâmpadas neste tipo de tecnologia. Existe também um pequeno ganho na nitidez das cores, pois os LEDs usados emitem luz quase que perfeitamente branca, ao contrário das lâmpadas de cátodo frio, que tendem ao azul.

A desvantagem é que o LCD só oferece uma boa qualidade de imagem quando trabalha em sua resolução nativa. Você pode usar resoluções mais baixas, mas a qualidade da imagem é prejudicada.   O tipo de acabamento usado na tela também interfere na qualidade da imagem. A maioria das telas de LCD utiliza um acabamento fosco, não reflexivo, que torna o uso da tela mais confortável em ambientes muito iluminados, inclusive sob a luz solar, mas em troca prejudica um pouco o contraste e a fidelidade das cores. Já as telas com acabamento glossy utilizam um acabamento reflexivo.

Assim, as cores e o contraste ganham qualidade, mas o monitor se torna mais frágil, permitindo arranhões e riscos. As telas glossy são utilizadas nos notebooks com tela widescreen, destinados ao público geral, mas nos aparelhos mais simples a tela fosca ainda é utilizada.

Outra desvantagem dos notebooks com monitores de LCD são os defeitos de fabricação nos transístores das telas, que provocam o aparecimento de pontos defeituosos, fazendo com que o pixel passe a exibir cores diferentes das dos demais.

Normalmente, quando certo número de dead pixels é excedido, ou quando eles estão próximos ao centro da tela, as políticas de troca dos fabricantes preveem a troca da tela. Por outro lado, monitores LCD são praticamente imunes a qualquer tipo de interferência do ambiente, diferente do que ocorria com tecnologias mais antigas. 

 

Espessura

Luminosidade

Consumo bateria

Impacto ambiente

Monitores LCD

Tradicional

Normal

Maior

Tem mercúrio em sua composição

Monitores

LED

Ultrafina

Nitidez muito maior

Menor

Não tem mercúrio

Monitores e a visão

A quantidade de horas que ficamos expostos à tela do computador tem crescido vertiginosamente nos últimos anos. Somado a isso o mau uso do computador e o tipo de tela escolhida pode causar ou agravar problemas que já possuímos, sendo os sintomas mais fáceis de observar, a ardência nos olhos e a dor de cabeça.

Os antigos modelos CRT, feitos de tubos de raios catódicos são mais danosos à visão do usuário se comparados aos monitores de LCD. Um dos motivos é o efeito de flickering, relativo à taxa de atualização da imagem na tela. É uma oscilação quase imperceptível, mas que acaba por cansar a visão.

O funcionamento dos monitores em LCD é diferente em relação à emissão de luz. Como a iluminação é feita pela lâmpada que fica atrás da tela, e essa possui uma taxa de atualização em torno de 200 Hz, o flickering é ainda menos perceptível e os danos à visão do usuário são minimizados.

Comparador de produtos

(0)