A popularização das impressoras multifuncionais tornou o scanner uma realidade na rotina de vários usuários comuns. Já faz algum tempo que digitalizar uma imagem não é privilégio de empresas ou instituições de ensino. Mas, você sabe quantos tipos de scanner existem?

Scanner de mão ou scanner portátil

Modelo muito comum em lojas e supermercados onde é usado para a leitura de códigos de barras. O scanner portátil é indicado para quem precisa digitalizar imagens pequenas, pois sua utilização depende da habilidade do usuário que irá movê-lo sobre o que pretende escanear.

Essa característica pode ser uma limitação para a digitalização de documentos longos ou imagens amplas porque, em geral, os scanners de mão tem cerca de 10 cm de largura e oferecem baixa velocidade.

Scanner de mesa

Este tipo de scanner capta a imagem situada sobre uma superfície plana de vidro por meio de uma fonte de luz e um fotosensor que se movem digitalizando o item em questão. Entre as vantagens deste modelo destacam-se a possibilidade de escolher entre a digitalização de imagens em escala de cinza ou cores e os diferentes níveis de resolução. Atualmente, muitas impressoras oferecem recursos de scanner integrados, são as chamadas multifuncionais, uma boa opção para quem precisa usufruir destes dois periféricos.

Fáceis de manusear, os scanners de mesa proporcionam uma boa qualidade para uso caseiro, têm custo acessível e são rápidos. Surge como desvantagem a limitação ao tamanho da imagem ou documento a ser digitalizado – A4 ou ofício –, mas este detalhe não prejudica seu uso no cotidiano.

Scanner aéreo

Periférico com recurso mais indicado para empresas proporciona a digitalização de volumes encadernados. Para tanto, é necessário posicionar o livro aberto com as folhas para cima na base do scanner e, quando acionado, o sensor e a fonte de luz passam sobre o material posibilitando a digitalização sem causar danos.

Scanner com alimentador de folhas

Neste modelo, os originais são ‘engolidos’ pela máquina para serem digitalizados. O sistema é similar ao das impressoras em que o papel em branco entra na máquina pelo alimentador e sai impresso. No caso desse scanner, o original passa por dentro do equipamento. Este processo exige que os itens a serem escaneados sejam resistentes, pois o funcionamento abrupto da máquina pode ocasionar danos. Oferecem baixa resolução, mas são muito úteis para a digitalização de grandes quantidades.

Scanner de tambor

São os verdadeiros scanners profissionais pois oferecem altíssima resolução, mas seu custo elevado o torna acessível apenas para empresas. O processo é lento e exige certa habilidade do operador, mas, em compensação este modelo de scanner é o que melhor reproduz os originais.

Comparador de produtos

(0)